Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

CONTRAPONTO

O MEU PRIMEIRO BLOG E QUE RESUME ATÉ HOJE OS TEMPOS BONITOS DOS COMPANHEIROS E AMIGOS "BLOGERS"...

CONTRAPONTO

O MEU PRIMEIRO BLOG E QUE RESUME ATÉ HOJE OS TEMPOS BONITOS DOS COMPANHEIROS E AMIGOS "BLOGERS"...

11
Abr16

A CULTURA DAS PALAVRAS PORTUGUESAS…

jotaeme

506382 joao soares

 

João Soares não falhou na Cultura do seu efémero reinado. O ministro auto demitido, falhou no modo como “cumprimentou” os seus oponentes, homens das letras do dia a dia dos média…

Estes têm de ganhar a sua vida e por vezes não conseguem melhor do que aquelas frases muitas vezes incendiarias, sim senhor, mas em Democracia, um ministro seja de que governo for, tem de estar preparado para ouvir remoques, sejam eles escritos ou mesmo “live”, num espaço ou rua qualquer…

Aquela imagem dos duelos com que no século XIX se resolviam estes desaforos linguísticos e lavagens da honra pessoal, já fazem há muito parte da nossa história “cavalheiresca”! Nos nossos dias, resolver á bofetada, poderia ser uma solução, mas nunca a expressar publicamente. Quando se cruzassem por acaso, pois claro, e longe dos olhares dos “paparazzi”, então aí sim, o snr. João Soares poderia aplicar a sua infalível receita!

E como acrescento, para este tipo de resoluções de problemas, não o ajudou nada a imagem de seu ilustre pai que tem tido por vezes um modo diria disparatado de resolver situações que careciam de mais e melhor responsabilidade pessoal…estou a lembrar-me por exemplo dos comportamentos tipo infantil de Mário Soares, quando é apanhado em excesso de velocidade nas nossas autoestradas ou quando colide com outra, dizendo ao seu motorista para continuar a marcha rumo ás malhas da lei!

Portanto, quase por instinto, João Soares pensa que pode mostrar a sua faceta de macho e vai daí não resiste a um desafio escrito num jornal qualquer, por um jornalista qualquer. Assim… ele vai arranjar que fazer noutra área…na Fundação do Pai, por exemplo!

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2005
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2004
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D