Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

CONTRAPONTO

O MEU PRIMEIRO BLOG E QUE RESUME ATÉ HOJE OS TEMPOS BONITOS DOS COMPANHEIROS E AMIGOS "BLOGERS"...

CONTRAPONTO

O MEU PRIMEIRO BLOG E QUE RESUME ATÉ HOJE OS TEMPOS BONITOS DOS COMPANHEIROS E AMIGOS "BLOGERS"...

12
Mar15

AS COMUNIDADES CIGANAS E O SENTIMENTO SEGREGACIONAL EM PORTUGAL…

jotaeme

De tempos a tempos, lá vem mais uma discussão e estudo das comunidades ciganas em termos de comportamentos segregacionais de que presumivelmente são sempre vítimas. Faço já um ponto inicial, dizendo que nada me move contra os ciganos, mas que também não me concedo muita paciência e compreensão pelo seu comportamento social, ou seja, pela minha experiencia de vida, os ciganos sempre se revelaram” alérgicos” a aderirem de modo incondicional às regras básicas que todos nós cidadãos portugueses temos e fazemos no nosso dia-a-dia.

Refugiam-se nas suas “tradições culturais, levam um padrão de vida que contraria quase todo o universo de regras e comportamentos sociais e que colidem sempre com maioria.

Cultivam sim eles próprios a segregação e o viver de expedientes (muitos ilegais), para obterem os seus rendimentos. Casam precocemente sem respeito pelas regras morais e legais para os restantes cidadãos do mesmo país, que a têm de cumprir. E não é de agora mas de há muitos anos!

Dou um simples exemplo: Nos anos 60 a escola primária onde eu comecei a ler e a contar, aceitava sem problemas membros desta comunidade. Só que eles chegavam num dia e no dia seguinte já não apareciam

Preferem vitimizar-se, é mais cómodo e dá-lhes a possibilidade de obterem toda a espécie de subsídios sociais (RSIs e outros sem retribuírem com um pouco de esforço e trabalho em favor da comunidade onde estejam inseridos.

Ressalvo no entanto que uma pequena minoria consegue ultrapassar todas as suas contradições e regras tribais, que conseguem inserir-se com sucesso, na vivência com as outras pessoas não ciganas! Por todas estas razões e comportamentos é que a grande maioria dos portugueses

ciganos.png

 

não fica muito sensibilizada e incomodada com estas vitimizações étnicas de que de quando lhes convém fazer publico eco!

E se fôssemos falar em discriminação, então se víssemos a cor da pele em Portugal, aí sim ainda existem de facto alguns resíduos de estigmas e preconceitos!

Mas o mais importante em cada um de nos portugueses, que sejamos brancos, pretos ou amarelos é fazermos a nossa parte com mais ou menos dificuldades, porque só os distraídos é que continuam a acreditar em sociedades perfeitas!

12
Mar15

P.P.COELHO E OS IMPOSTOS Á SEGURANÇA SOCIAL…

jotaeme

passos coelho.png

 

Esta saga que tem decorrido nestes dias tipo telenovela, não fica nada bem ao nosso (ainda), PM! O modo como tem revelado lidar com este problema e a invocação das causas para o incumprimento do que é devido ao Fisco, não cola! Não quero acreditar que as palavras “esquecimento” e “falta de dinheiro, justifiquem este comportamento!

E por “ninharias” destas vai ficar com a sua imagem pessoal e politica muito descredibilizada!

 

Qualquer Cidadão medianamente conhecedor das suas obrigações fiscais, sabe que pode não ganhar muito ou pouco dinheiro com o seu trabalho em regime de independente, dependente, a recibos verdes, azuis ou amarelos, mas que estando coletado tem de cumprir com os seus descontos, pelo menos os mínimos para os cofres do Estado.

Invocar “esquecimento” e ou falta de dinheiros”, francamente snr primeiro-ministro, não lembrava ao Diabo! Vai ter muito trabalho para (re) conquistar a confiança dos portugueses, em tempos em que casos de corrupção, branqueamento de capitais e falências bancarias, já estão fartos de constatar tanta vilanagem!

E ainda, mesmo sabendo nós que as suas dívidas fiscais são meros grãos de areia, por mal comparado, com os artistas que referi anteriormente. Eu pelo menos quero dar-lhe mais uma oportunidade. Será que a merece?

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2005
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2004
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D