Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

CONTRAPONTO

O MEU PRIMEIRO BLOG E QUE RESUME ATÉ HOJE OS TEMPOS BONITOS DOS COMPANHEIROS E AMIGOS "BLOGERS"...

CONTRAPONTO

O MEU PRIMEIRO BLOG E QUE RESUME ATÉ HOJE OS TEMPOS BONITOS DOS COMPANHEIROS E AMIGOS "BLOGERS"...

10
Out04

O MEU PERIQUITO PAULIE...

jotaeme
View image
PAULIE- O PERIQUITO…
Quase todas as famílias têm um animal doméstico que serve a maioria das vezes para criar uma ligação mais forte e real com o mundo e a coexistência entre as espécies ditas irracionais.
Na sua singeleza os ditos muitas vezes dão-nos autênticas lições de vida e que nos surpreendem porque andamos sempre muito ocupados com o outro tipo de animais racionais.
O Paulie é a 2ª ave que temos em casa. O 1º foi um canário amarelo (Ruquinho era o seu nome) e que se finou há uns meses atrás, deixando grandes saudades pelos seus dotes musicais bem audíveis e agradáveis…
O Paulie, pelo contrário como cantador é um desastre completo, mas como companhia tem sido uma surpresa muito agradável. A família já não pode passar sem ele em especial a Raquel. Quando o soltamos por breves momentos (dentro de casa, como é evidente) ele revela todos os seus dotes, pousando e deixando-se apanhar por nós e vindo de mote próprio para as nossas mãos… Um verdadeiro artista e que já faz parte desta família. Aqui fica uma menção no meu Blog. Ele bem merece e para vosso conhecimento.
Uma última recomendação: Ao tratarmos bem os animais estamos a respeitarmo-nos a nós próprios…
08
Out04

O MEU PAI MANUEL...

jotaeme
O MEU PAI MANUEL…
Morreu em 1963 com apenas 43 anos, mais precisamente em 29 de Outubro, tinha eu 13 anos feitos.
No insólito que é um filho perder um Pai dessa maneira tão precoce, a imagem que eu retenho até aos dias de hoje é a de um Homem exemplar Amigo dos filhos e da família e que trabalhou bem durante a sua curta vida terrena para que nada nos faltasse(e na década de 60 a vida em Portugal não era nada para brincadeiras), na sua profissão de agente da P.S.P. na Porto.
Outra faceta que eu gostaria de discutir com ele, foi a singularidade de no ano de 1942, ter ido para Angola em missão de serviço pelo Exército(durante o conflito da II Guerra Mundial).
Hoje teria 84 anos e como lhe gostaria do abraçar e apoiar e conversar, se calhar pedindo-lhe os conselhos que a idade e experiência lhe teria dado concerteza…
Aqui fica a minha lembrança a um dos autores da minha Vida!
E a sua foto que penso teria sido das últimas e que guardo religiosamente…O MEU PAI MANUEL MADUREIRA.JPG
07
Out04

ANGOLA - HISTÓRIAS DE GUERRA...

jotaeme
ANGOLA TERRA DE LUTAS…
Lembranças de Angola tenho-as muitas e para sempre! Vou dar alguns acontecimentos à estampa de todos à distância de 30 anos para que se apercebam de que o espírito dos soldados portugueses não era o de fazer a guerra mas defendendo a soberania de Portugal terem momentos de lazer que serviam para mostrar aos nacionalistas Angolanos que a solução para o problema só poderia ser política.
Ainda bem que estamos todos inseridos na LUSOFONIA!
ANGOLA JULHO1973
-MAQUELA DO ZOMBO-
A caminho da vitória…
Maquela do Zombo é uma cidade no Norte de Angola e perto da fronteira com o então ZAÍRE, para onde a minha Cª foi deslocada mais propriamente para Ponte de Zádi um aquartelamento estratégico junto ao rio Zãdi. Foram 14 mèses de um conhecimento de terras bem recônditas e com uma segurança acima da média e com uma aceitação e trato das pessoas que levou bem o nome para lá de Portugal até essas terras do “fim do Mundo”…
Até qualquer dia!
07
Out04

ANGOLA-MAQUELA DO ZOMBO-1973

jotaeme
Jorge Angola 4-Blog-1.jpgEsta foto reporta a nossa chegada á cidade de Maquela do Zombo, situada a norte, perto da fronteira com o então Zaire, e para o aquartelamento de Ponte de Zádi, onde permanecemos até Julho de 1974.
Foi um tempo gratificante e a oportunidade de conhecer os lugares mais recônditos de Angola e numa situação de”guerra” mais controlada.
Cª.Caçs.3535.
07
Out04

DIAS DE TORMENTA...

jotaeme
Blog-Dias de Tormenta.jpgEsta foto retrata com fidelidade os dias de hoje, com grandes dúvidas e incertezas que nos avassalam todos os dias...
Mas façamos destas lutas as nossas motivações para as vencermos com toda a coragem!
02
Out04

SINAIS DOS TEMPOS e o TERRORISMO...

jotaeme
SINAIS DOS TEMPOS… o TERRORISMO.

Estes tempos de hoje são mesmo complicados. Hoje por associação de ideias e após ter visto um programa sobre as consequências do 11 de Setembro 2001, em que a dita reportagem abordava as famílias directamente afectadas pelo cobarde e insano ataque dos terroristas ideológicos, retive um pensamento sobre a frase dita por uma criança de 5 anos comentando sobre a morte do seu Pai (que viajava num dos aviões que chocaram com as Torres Gémeas e que pereceu tal como centenas de outros infelizes passageiros) em que ela falava assim para a sua Mãe após horas de choro: Mãe eu estou triste mas há outras meninas como eu que devem ainda estar mais tristes, porque eu ainda Te tenho a Ti …
Perante estes testemunhos somos dados a pensar cá para nós próprios que este fenómeno do terrorismo global tem que ser combatido a todo o custo, em especial pelas nossas atitudes diárias e comportamentos que não lembrem nem estimulem “pessoas” a actos de violência gratuita que afectam na maioria das vezes , inocentes que nada têm a ver com esses actos.
Respeitemos a diferença em todas as suas vertentes (social. Intelectual. Religiosa etc.) para que todos possamos usufruir deste bem inestimável que é a VIDA!.

01
Out04

OS OUTROS... e NÓS!

jotaeme
Os outros…e Nós!
Diz-se e com toda a propriedade que a nossa liberdade começa onde acaba a dos outros e vice-versa. E como em tudo na vida, o ultrapassar esses limites é o rastilho para as rupturas se iniciarem e o desequilíbrio aparecer.
Vem a propósito esta introdução pseudo filosófica para dar ênfase ao conteúdo do universo dos “blogs” que estão no momento activos. Ele os há de todos os gostos e feitios e francamente eu penso que a grande maioria tem um nível muito satisfatório. Eu fico cada vez mais surpreendido pela positiva e retenho e apreendo as mensagens que neles se desfruta. Sou particularmente sensível aos de teor mais pessoal, com assuntos que muitas vezes não pensamos por estarmos envolvidos noutras áreas.
Que dizer da Nina que vive um amor quase impossível com a Naná? O que podemos aconselhar àquele que se declara “gay” e sofre na pele o preconceito dos seus mais chegados? Daquela que escreve os posts a alguém que ama e não tem resposta? Muito e muitos temas que este universo “bloguista “ abriu e concedeu para análise de todos Nós.
Eu quero apelar para todos os companheiros, para respeitemos a opinião dos outros e o direito à diferença, sem recorrer a comentários e xistes ultrajantes em alguns casos. Fazendo e procedendo assim damos uma imagem, afirmação de inteligência e maturidade a todos a todos que consultam e lêem os nossos “posts”.
E é aqui que encaixam as minhas primeiras palavras deste meu artigo. Deste modo também daremos a nossa contribuição para a melhoria da imagem dos portugueses, que tão mal queridos são pelos intelectuais da nossa praça e até da estranja!
Os nossos intimismos e intimidades são das coisas mais sagradas que temos e nos têm de respeitar…

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2007
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2006
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2005
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D
  222. 2004
  223. J
  224. F
  225. M
  226. A
  227. M
  228. J
  229. J
  230. A
  231. S
  232. O
  233. N
  234. D