Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Trinta anos em termos temporais é um período substancial, passível de grandes mutações sociais económicas e politicas.

UE28.png

 

Portugal com a sua adesão ao conjunto dos Países que formavam a EU, sujeitou-se a todas as influências e consequências, (positivas e negativas), que tal medida implicava! Pessoalmente tenho para mim que houveram coisas muito positivas e que no saldo final, suplantam largamente as menos positivas! Portugal modernizou-se nas suas infraestruturas rodoviárias, portos e mesmo no parque imobiliário, conseguindo nivelar-se com os países mais ricos, pelo menos nas oportunidades de competir com os seus produtos nacionais em condições mais satisfatórias, vinhos azeites têxteis e calçado conseguiram manter e ainda melhorara os seus desempenhos, apesar da crescente e muitas vezes desleal concorrência dos países asiáticos e fora do espaço europeu!

Em termos políticos continua a alternância sempre possível, apesar do crescente desinteresse de muitos portugueses pela sua participação cívica nos momentos das escolhas, (leia-se eleições)! A nossa classe política está a perder o “gás”, tomando apenas como principal objetivo a sua permanência no Poder, esquecendo muitas vezes aqueles que os colocam lá com o seu voto! Outros fazem da Politica um modo de vida, de entidade patronal que lhe assegura o ordenado e respetivos aditamentos! Este lado negro dos nossos ideais de prática politica e de Cidadania, deveria ser mais “estimado” pelos nossos artistas dos Partidos! Estabelecer uma alternância dentro dos próprios Partidos, não permitindo anos e anos de eminencias pardas sempre a condicionar as novas ideias!

Após a crise económica e recessão mundial que nos atingiu e a partir de 2009, as coisas tem andado em sobressalto, com resgastes económicos, Troicas, FMIS e quejandos, que nos tem obrigado a grandes sacrifícios e ainda não se vislumbrando a luz ao fundo do túnel para novas alvoradas!

Mas pelo menos de uma coisa estou certo: Esta luta sobre a Democracia vale sempre a pena em contraponto com as outras alternativas que nos esperariam, se não soubermos preservar as nossas conquistas de uma Cidadania plena, suportada em Valores dignos e justos! Para nos alertar é só olhar para o continente africano e no médio Oriente, para citar apenas estes dois e verificar o que teríamos como alternativa!

Estimemos então tudo aquilo que temos e que a palavra Democracia não seja apenas mais um chavão, mas sim o significado de uma vivência digna e livre!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:17



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2005
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2004
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D