Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




MARINHO PINTO E AS SUAS “IDEIAS”…

por jotaeme, em 19.09.14

Marinho Pinto tem sido sempre uma figura polémica, pouco consensual,durante todo o seu mandato como Bastonário da Ordem dos Advogados. Depois mais disponível nos media portugueses, foi afirmando sempre, o seu desassombro na análise dos temas que abordava, em especial os da sua área, ou seja, a Advocacia e a prática da Justiça em Portugal, esquecendo mais uma vez o seu escritório em Coimbra, que por palavras dele, iria ser o seu novo espaço de trabalho, já empoeirado por anos e anos de falta de uso, (palavras suas).

Mas de repente aparece nas passadas eleições europeias, como candidato pelo PT, Partido da Terra, e sem grande surpresa para mim, este pequeno partido, conseguiu elegê-lo levando ainda por arrasto da sua figura pública mais um deputado para o Parlamento Europeu. Ficando eu já um pouco desapontado por esta súbita vontade de parlamentar, agora nas europas, esperei que ele pelo menos como tribuno em Bruxelas, tivesse uma atuação de faceta positiva e refrescada das ideias politicas que por lá se debatem e que trouxesse para Portugal ideias interessantes!

Pois, para minha desilusão, M.P. entrou numa espiral descendente de disparates falando sobre as mordomias dos deputados europeus, não abdicando delas e de modo surpreendente a rejeitar a sua posição no Partido que o elegeu, seguindo-se a ideia futura de fundar um novo Partido para poder continuar na vida parlamentar! São “zigzagues” a mais, numa figura em que muitos portugueses se reviam! Eu incluído.

Mas francamente, com estas suas posições contraditórias não irá longe. Pelo menos com o meu voto, não! E permito-me dar-lhe um conselho: Porque não manda limpar o pó do seu escritório  e se dedica á sua verdadeira profissão na Advocacia?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:32



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2005
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2004
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D