Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



images2SLK2GH3.jpg

 

Rui Moreira tem demonstrado na sua governação que agora completou um ano, que a sua (nossa) cidade do Porto lhe merece uma atenção exclusiva. Que não está muito interessado em agradar ao Terreiro do Paço, mas sim aos cidadãos do Porto em primeiro lugar e aos seus legítimos anseios…não governa para o espetáculo populista, tipo Rali de Portugal, porque para os seus promotores que a todo o custo neste caso,  três milhões do erário municipal, não são muito importantes, ou air races para deslumbre da vista sem resultados reais para a vida dos portuenses. Virado para para outras necessidades da população mais carenciada pelo menos faz uma gestão dos recursos municipais, que não são assim tão largos, para a melhoria das situações básicas em especial da habitação social.

Não descura  a matriz cultural “arrastando” quase de borla, a Cidadania para o centro da cidade, que usufrui de novas ofertas de lazer, tanto para portuenses como para o turismo de gentes de outros países, que ficam encantados com o que o Porto tem e oferece.  Valoriza e preserva os equipamentos que a cidade já tem, não os deixando ser tomados por populismos fáceis, (carros dentro do Parque da Cidade, mas quem teve esta ideia tão insólita?),que lhe trariam algum pecúlio político, mas iriam arrasar o que eu e nós cidadãos do Porto temos visto e usufruído com tanto vigor e satisfação.

rui moreira1.jpg

 

Outro pormenor que pode parecer pouco importante, mas não despiciendo. A sua relação com a entidade mais representativa da cidade na área do futebol, ou seja o Futebol Clube do Porto e o seu polémico presidente. Sem subserviências nem salamaleques, pauta a sua conduta com sobriedade e respeito pela instituição da qual é aliás adepto às claras. Mas exige também um certo recato  institucional para que não haja más intenções dos opositores da invicta cidade.

Todas estas facetas fazem-me prever que o Porto Cidade vai paulatinamente recuperando a sua importância no contexto do Pais, reclamando direitos, porque deveres já há muito tempo os cumpre.

Que assim continue, á a minha vontade e desejo.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:15



Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2005
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2004
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D