Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



escola 1.png

 

Hoje no Jornal O Público, num artigo de opinião de José Luís Carneiro, Presidente da Federação Distrital do Porto do Partido Socialista, sobre o Tema Escolas e Mobilidade, aponta uma das falhas que eu subscrevo, às inacabadas obras de (re) construção de várias Escolas, entre elas as de Amarante, Marco de Canavezes, Trofa e Matosinhos, que no artigo foram citadas, era na verdade de grande importância o planeamento e conclusão destas empreitadas, se necessário com recurso a verbas da E.U., porque a sua nobre finalidade é por demais evidente.

Já o mesmo sentimento não tenho pelo anterior PM, que não soube controlar os custos desta notável ação, e que deixou resvalar para o velho paradigma português, dos custos a mais, em valores escandalosos e com as desculpas mais esfarrapadas dos empreiteiros, habituados que estavam com estes desenlaces nas obras estatais!

Moro em Matosinhos e só para falar no exemplo da Escola Augusto Gomes, que foi construída de raiz e que tem o tal elefante branco, ou seja o seu Pavilhão para as atividades desportivas semiacabado e já lá vão uns três anos, alegadamente por falência do empreiteiro a quem foi adjudicada a obra, este é um crime de lesa Estado com esta paragem, assim como todas as outras obras, e que com um pouco de esforço e responsabilização seria possível a conclusão destes projetos, que no inicio tinham um objetivo nobre e essencial para a nossa área da Educação e que infelizmente, foi adulterado por mentes mentecaptas que só pensam no ganho fácil e sobre o qual a Justiça vai “premiando” como pode estes oportunistas…

ng1589699.jpg

 

Por todas estas razões seria de muito bom-tom que o Governo atual desse pistas muito concretas como tenciona concluir este conjunto de edificações, mesmo sabendo que na sua génese os atuais governantes não tiveram a sua palavra decisiva! Mas a sua demora em resolver de vez o que outros mal começaram, não lhes vai trazer dividendos políticos, disso tenho eu a certeza, que era para o lado que eu dormiria melhor, como Cidadão, mas para os nossos alunos por este País fora seria um sinal inequívoco de que os bons Políticos têm essa capacidade de criticar o que está mal, mas relevar e premiar o que está bem!

E as cores politicas têm de ser sensatas e inteligentes para assim procederem, e esta seria uma das oportunidades para a sua regeneração de uma atividade nobre e que nos dias de hoje são muito contestadas…

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:58



Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2005
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2004
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D