Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Em qualquer País que queira merecer o respeito e participação elevada dos seus Cidadãos a Educação deve merecer muita e especial atenção, para não dizer carinho aos seus governantes!

Sem um Ensino verdadeiramente vocacionado para a aquisição de competências, seja desde o berço e mesmo depois já na vida adulta a nossa Rede de Ensino deve estar disponível para todos aqueles que a solicitem! A demissão ou omissão destas tarefas nacionais o País fatalmente ressentir-se-á, no modo como todos nós exercemos os nossos deveres e obrigações cívicas e contribuímos para a imagem do progresso social, neste caso do nosso Portugal.

ministro da educaçao tiago brandao rodrigues 1 .p

 Serve esta introdução para relembrar aos mais distraídos, o processo de eliminação em 2010 do Recorrente Noturno a coberto dos lançamentos dos EFAS e Novas Oportunidades, patrocinadas pela governação do nosso “Filósofo de Estimação” o snr Santos e Sousa.

Eu fui na Augusto Gomes de Matosinhos um dos que fizeram parte das últimas turmas no Triénio 2008/2010 e constatei da tremenda asneira (injustiça) a todos os Cidadãos que por motivos vários não conseguiram completar o Ensino Secundário nas vertentes de Ciências e Humanidades! Eu entrei na Faculdade de Letras da Universidade do Porto, como se de um “miúdo” se tratasse! Em plena igualdade curricular, apenas com mais uns “anitos” de vida!

A razão que o ME apontava para a sua extinção eram os custos económicos relacionados com estes Cursos do Recorrente Noturno e o número insuficiente de Alunos que a ele aderiam! É algo surrealista quando foram os anos de ouro dos Cursos EFAS e N.O., na era do snr Sócrates!

O sentimento partilhado pelos Professores do R.N. com os alunos, com muita tristeza e angústia á mistura, numa sintonia que impressionava, era de que eles não alinhavam nestes raciocínios macroeconómicos, baseados em pura demagogia e que sustentavam esta tese dos custos insuportáveis!

Depois o governo de Passos Coelho deu a machadada final nas N.O. eu meu entender, só para castigar mais uma vez o “Filósofo” e o seu Ministro da Educação Crato de seu nome, nunca teve a perspicácia ou a sorte de alguém ligado ao Ministério para que revertesse este módulo insubstituível do Ensino Recorrente Noturno.

Convém lembrar mais uma vez aos mais “distraídos” que a parte Curricular e de Conteúdos das Disciplinas administradas nas áreas das Ciências e Humanidades eram exatamente as mesmas dadas nos Cursos Diurnos!

E é aqui que faz toda a diferença com toda a panóplia de cursos Pós-Laborais que possam existir! Por esta fundamental razão e se queremos para Portugal níveis verdadeiros de Ensino e Competências reais e não de faz de conta, o Ensino Recorrente Noturno tem de regressar ás nossas Escolas na sua matriz verdadeira e que vem, pasme-se dos anos da Ditadura!

Não acredito que se continue a apregoar nos corredores dirigentes do ME, que só por motivos económicos os tiveram que desativar! Haja coragem politica Srs. Dirigentes do ME e verão como os Alunos lhe agradecerão porque representa a verdadeira resposta aos anseios de todos aqueles que por motivos na sua maioria fundamentados, não puderam na sua juventude obter um aproveitamento escolar que lhe permitiria concluir com sucesso os seus projetos de vida social e profissional!

 

Imagem1escola1.jpg

 Rumo ao Conhecimento…ESAG- Matosinhos 2009.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:55



Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2005
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2004
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D