Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




REFLEXÕES DE VERÃO...QUENTE 2010

por jotaeme, em 17.08.10

 

Todos nós ansiamos por esta época para podermos "descansar" física e mentalmente das nossas rotinas o obrigações! Mas começo a ficar com dúvidas se isso acontece de facto! É uma angustiante lista de assuntos e eventos que alguém(s) se compraz em nos oferecer todos os anos de forma repetida e asfixiante de modo que ficamos ainda mais "stressados", quando chega o Setembro que induz ao retomar das nossas tarefas!

Ele são os incêndios nas nossa florestas,(descuidadas, ao Deus dará, abandonadas, altas silvas e matas, que secas pelo clima natural das nossas regiões quase que clama pelos "incendiàrios malucos")  para lhes acender o rastilho aqui, ali, acolá, movimentando todo um conjunto de actividades "sazonais", que aflige! Os Bombeiros lá vão ao ataque das chamas feitos os novos herois da era moderna, com os mesmos equipamentos, de há anos nos seus quarteis, fazem estatísticas comparativas com anos anteriores, as mesmas cenas da população em aflições, as acusações a tudo e a todos, sempre sem olharem aos  seus umbigos, uma autêntica confusão de comportamentos que se não fosse pelo seu efeito trágico daria para rir... as comparações que se fazem em termos estatísticos como se o importante fosse, este campeonato ter que ocorrer como uma fatalidade a que não podemos fugir!

São as intervenções políticas de Verão repetidas com os "updates" ajustados ao momento, sempre uns criticando ferozmente  os outros, nunca se vê nem ouvem palavras de união e coperação entre todos os actores  desta arte de bem (des)governar; a Justiça, marcando passo em processos longos, longuíssimos, sem fim á vista, com a prescrição no horizonte, num rol avassalador de acusações e contra acusações num  espectáculo a que os "média" lhes chamam um figo, por excessiva  e repetitiva!

 

A nossa liberdade de expressão arrastada para níveis de "galderice", quando deveria ser criteriosa, excedendo limites do razoável mesmo em ambiente democrático! Sim, porque mesmo com esta benesse de podermos falar sem medos, não o devemos fazer sem bom senso e cuidado no que afirmamos e nas suas consequências para os outros, quando não fundamentadas!

São estas angústias a juntar a outras que não deixam "descansar" aqueles que almejam pelas férias de Verão!!!

E lá voltamos todos "amassados", cansados, como se viéssemos de uma guerra e não de um retemperar de forças físicas e mentais!

Qualquer dia  na legislação laboral se irá propor a abolição das ditas férias...pois se elas servem só para angustiar e fatigar!!!

O que fazer então? claro que é fazer de conta de que nada se passa, pelo menos até chegar perto de nós qualquer um destes efeitos sazonais...

É estar atentos...e bom descanso!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:49



Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2005
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2004
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D