Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Desafiado para escrever umas notas sobre o que penso e o que vivi como matosinhense, acerca da atividade pesqueira e o modo com teve e tem uma importância fundamental para as gentes de Matosinhos, resolvi então fazer um histórico das minhas impressões pessoais e aqui as deixo á consideração de quem as ler…

matosinhos conservas 1.jpg

 

Nos anos 50 e 60, a indústria pesqueira em Matosinhos estava no seu auge, com fábricas conserveiras por todo o lado, laborando em pleno, com muita mão-de-obra essencialmente feminina, e no mar as embarcações na sua labuta diária iam e vinham, fornecendo a matéria-prima para que as conservas fizessem jus á sua qualidade bem demandada tanto no território nacional, como por muitos países de diferentes continentes. Além das fábricas de conservas, havia também em Matosinhos na avenida Meneres a célebre “Fábrica da Tripa”, que tratava dos resíduos que derivavam em farinhas e produtos industriais. Conforma a célebre máxima de Lavoisier, “Na Natureza nada se perde, tudo se transforma”, mas que tinha inconvenientes ambientais muito sérios para toda a cidade, com o seu “odor”, inconfundível, que nos fazia andar de lenço perto da boca.

matosinhos conservas 2.jpg

 

Desativada nos anos 80, numa fase final de quase desaparecimento de todos os edifícios que a esta indústria se dedicavam, Matosinhos mudou o seu “ambiente” para melhor, mas com muitos sacrifícios para quem fazia destas atividades industriais o seu ganha-pão. Nos dias de hoje só dois ou três sobreviventes fazem pela vida.

matosinhos conservas 1.png

 

Mas o que eu quero realçar nestas minhas palavras foi o que eu vivi e vi de perto, no contexto das pescas e das pessoas que faziam desta sua labuta pesqueira. A começar pelas fábricas plantadas na agora denominada zona Sul de Matosinhos e o modo como nesses tempos convivíamos, eu e os meus companheiros de infância, quando desafiávamos as conserveiras para trocas amigáveis de piropos, e que neste vai e vem, dariam se gravadas, temas aliciantes para uns bons filmes. De língua afiada e pronta, as respostas aos nossos desafios e provocações, exigiam que eu e os meus companheiros tivéssemos arranques rápidos em retiradas estratégicas, perante o "carinho" das mulheres que nos destinavam, numa linguagem “nobre” e bem portuguesa, e para nós era um gozo de grandes e saborosas brincadeiras que nos proporcionaram…

imagesZUCMU65L conserveiras 2.jpg

 

Outra faceta que gostava especialmente era assistir á chegada das traineiras aos cais na descarga dos cabazes, na altura ainda sem os requisitos de modernidade, vendo os carraegadores com as varas e cabazes aos ombros a serem retirados para terra e para a Lota num trabalho muito difícil e que deveria ser cansativo para os seus trabalhadores…E nós quase por brincadeira lá íamos tirando uma sardinha aqui outra a li, para levarmos como trofeus, para casa ou para dar a alguém, depois de “fintarmos" na portaria os agentes da Policia Marítima que controlavam as entradas e saídas, nunca falhando nas nossas aventuras!

traineiras 1.png

 

Mais tarde já adulto tive a coincidência de casar com uma filha de um mestre de traineira "Mar dos Sonhos" de seu nome, o que me possibilitou viver agora a sério, com o seu dia-a-dia e aí sim, medir bem da dureza de uma profissão não muito desejada por muitos, apenas vivida por todos aqueles que por tradição e laços familiares, lá iam fazendo parte dessas tripulações na pescaria das sardinhas e outros peixes que às redes demandavam. Inclusive fui uma noite a meu pedido, partilhar ao vivo o que era uma jornada na pesca da sardinha com o meu sogro no comando e a explicar-me passo a passo o que se desenrolava até ao lanço das redes após a localização do cardume mais adequado. Também me assistiu mal deixamos o porto de Leixões para trás, no meu enjoo fatal, e que durou até eu não ter mais nada para vomitar, a não ser as minhas revoltas tripas, ou seja até às duas da manhã e ai sim recuperando a pouco e pouco como um verdadeiro lobo-do-mar, pude assistir em direto a toda a faina. Na volta pela manhazinha, acho que por tão desperto e operacional que estava, poderia começar a ir ao mar todos os dias que não enjoava mais.

imagesZLZXD8HY sardinha viva.jpg

 

Hoje nos nossos dias e apos a integração de Portugal a CEE e com a redução brutal das cotas de pesca, a frota das nossas pescas, vai sobrevivendo como pode, inclusive com as medidas cautelares que visam proteger a reprodução das espécies, vivendo cada vez mais apertados na sua rentabilidade piscatória. Tempos difíceis que espero melhorem, porque é uma atividade profissional de grande valia para Portugal e os seus pescadores…

É esta a minha visão sobre a pesca da sardinha em MATOSINHOS e que entrelaça com visões românticas e outras mais reais e duras de quem por lá labuta todos os dias…

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:43


CR7 O MELHOR DO MUNDO…E ARREDORES.

por jotaeme, em 15.01.15

imagesG4N12DZ1.jpg

 O jogador de futebol Cristiano Ronaldo, o CR7 como o designamos, ganhou a sua terceira Bola de Ouro. Sem lhe retirar qualquer tipo de mérito, porque é na verdade um jogador excecional, ao seu desejo expresso após receber o almejado prémio, (além do seu gutural grito de vitória), de querer mais e mais, não lhe ficaria nada mal um pouco de modéstia perante os seus adversários diretos.

Porque em meu entender o Futebol não se resume aos dois “extra terrestres”, mas também aos seus companheiros que nas suas equipas contribuem e muito para o seu sucesso individual e coletivo. E era escusada essa provocação, ele que queixa e com alguma razão de ter sido discriminado por alguns altos dirigentes da UEFA! Gostaria que o CR7 continuasse com os pés bem assentes na terra e jogue por muito mais tempo, mas sempre com um comportamento que se prime pela humildade!

Intragável é o mau uso que a comunicação social está a dar ao seu grito de vitória quando da nomeação! Chega a provocar náusea o modo como “misturam” esse grito de satisfação com interações que poderiam ter alguma graça mas que acabam por enjoar!

Se o CR7 se sente feliz com estes aproveitamentos mediáticos, então que os desfrute, mas eu sinceramente não gosto, pelo excesso! Já sei que isso não conta para nada, mas é o que eu penso!

Eu quero continuar a gostar de futebol jogado nas quatro linhas, mas por favor estes excessos que á sua volta acontecem acabam por nos fazer pensar se vale a pena continuar a suportar uma prática desportiva que tem momentos estéticos e de emoção tão relevantes e fantásticos! O resto no mundo do vedetismo é um desperdício que só aproveita aos “tubarões” do mundo do futebol, (leia-se, empresários e fundos de investimento) alguns dos quais nunca deram um pontapé na bola e veem apenas o futebol como um negócio e que tem de dar lucro de um modo que roça o tráfico humano!

Temos de devolver o futebol á sua matriz popular mas que envolva mais futebol e menos dinheiro, ou interesses financeiros para uns quantos “iluminados”!

Será uma utopia? Podem dizer-me que sim, mas eu penso de outra maneira! Penso e acredito que pode ser uma realidade!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:21

É inegável que os tristes e trágicos acontecimentos que ocorreram nos últimos dias em Paris, originados pela intolerância e irracionalidade de mentes focadas apenas na (s) sua (s) verdade (s) que será sempre absoluta e incontestável perante todos os outros, que não alinhem nessa linha de pensamento, nos afetaram profundamente!

O modo frio e obsceno como matam pessoas agora em pleno coração da Europa democrática, chama a atenção de todos aqueles que mais distraídos andam, deste triste tipo de eventos um pouco por todo o mundo, (Síria, Iraque,Afganistão, juntando também o Paquistão e a Nigéria, só para lembrar alguns), que desde há muito massacram os seus concidadãos que pecam apenas por não partilharem das suas ideias e crenças ideológicas, e agora que nos toca mais de perto, há que dar vazão á nossa indignação!

Temos de pensar seriamente em tudo o que fazemos, a politica utilizada de modo global, no combate a este tipo de fundamentalismo religioso e ideológico, tentar e resolver, compreendendo o que faz agir um jovem europeu, (mesmo que tenha raízes geracionais anteriores ao pais onde nasceu), entrar neste tipo de organizações, tendo como objetivo o serem “mártires” por esta causa indigna!

Sermos também mais sensíveis e inteligentes, ser positivos no modo como os media criticam as situações relacionadas com estas ideologias fundamentalistas! Os cartoons ou a escrita podem e devem ter mensagens de denúncia, mas sem humilhar os seus alvos. Fazê-los pensar o que é a liberdade de expressão, sim, mas responsável e assertiva!

cahrlie hebdo.png

E o que iremos nós ver amanhã na edição do jornal satírico? Mais do mesmo? Não aprenderão nada com os erros que deram no que deram! Não comungo da liberdade de expressão, sem limites! Acredito na liberdade de expressão que denuncia erros, mostra alternativas positivas que educa para comportamentos mais equilibrados, que não provoca a ira sem regra!

Este é agora o momento de fazermos valer os três Valores da nossa vivência democrática europeia. Ou seja, Solidariedade, Igualdade, Fraternidade!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:38


UM RESUMO DE 2014...IDEIAS PESSOAIS!

por jotaeme, em 02.01.15

Não sou muito de fazer resumos anuais, mas hoje vou abrir uma exceção. Precisamente por levar em conta uma filosofia de vida, que mede o tempo dia a dia, a minha perceção do que me rodeia, torna-se mais decisivo no que possa fazer ou dizer. Quero continuar inclusivo, olhar os meus Amigos, os meus conhecidos, as pessoas que vão passando perto dos meus espaços físicos, porque em suma o elemento humano continua a ser e será a minha motivação de vida.

Vou separar por temas os assuntos que aqui vou analisar, sempre na perspetiva individual e pessoal.

ng3816920.jpg

 

Politica Nacional: Por vezes dá-me vontade de rir, outras de “chorar”, porque qualquer, destas duas opções são sugeridas quase todos os dias. Fruto da tão propalada crise, o “tuga” está preparado para as novas da nossa digna classe política, quando diz que a situação socio económica está a melhorar e nós sentimos no bolso um efeito adverso. É o constatar que na AR, são por vezes apanhados a deleitarem-se com o visionamento nos seus monitores de assuntos extra hemiciclo, pelos vistos nunca desmentidos pela visão e denúncia pública de uma jovem que na galeria assistia aos trabalhos parlamentares.

ng3817034.jpg

 

Á demissão de um Ministro do seu posto no Governo, numa pasta sensível e logo de seguida a reocupar um lugar como Deputado no seu grupo PSD,são as discussões estéreis da Oposição a contraporem o possível, contra o impossível da Maioria por impossibilidade matemática. Mais uma “novidade”, o fim do reinado do DDT da Madeira que por mais de quarenta anos mandou na Ilha e já meio “cansado”, prometeu que iria também arranjar um lugar no hemiciclo da AR, no seu “continente” tão amado! Este é pior de que uma lapa! Não despega, só a força!

ng3817287.jpg

 

Justiça Nacional: Uma verdadeira saga a Reforma do Sistema Judicial, com o aparato de fechos apressados de Tribunais por todo o Pais e o seu Sistema Informático a falhar estrondosamente na digitalização de milhares de processos, no famigerado “Cítius”…a Ministra pediu desculpa!

São os processos dos BES,BPN,FACE OCULTA, e agora do Ex-Primeiro Ministro Sócrates, em plena ebulição, com um Super Juiz Alexandre a ser contestado pelas forças que não gostam de prestar contas e a magicarem a sua rápida “deslocação”, para outra área do Sistema…são milhões e milhões que estes mediáticos processos movimentam e que tanta falta fazem á nossa Economia verdadeira e não apenas para alguns…offshore! Espero que sejam resolúveis em tempo adequado para evitar as famosas prescrições, de que estes processos costumam fabricar com um zelo de arrepiar dos dignos advogados contratados com rigor…

ng3817299.jpg

 

Educação: Um Ministro Crato às aranhas para enfrentar as corporações sindicais ligadas aos professores que tudo rejeitam, porque acertam as benfeitorias da classe do ensino. E porque a maioria dos professores enfrentam desafios que muitas vezes delegam no inefável Nogueira, quando o deveriam fazer sempre nas Escolas! Porque se estes professores sofrem, também os Alunos que são o seu verdadeiro objetivo, ficam desmotivados de toda esta saga de luta de classes…não se esqueçam disto! Também pediu desculpa por algumas trapalhadas na colocação dos professores! Não deixo no entanto de dizer de que é imoral o modo como os professores ganham vínculo á sua profissão, necessitando de anos e anos e calcorrear dezenas, centenas de quilómetros neste nosso espaço territorial português de um lado para outro para poderem ficar mais centrados na sua nobre profissão de ensinar e não tanto na sua luta corporativa. Pense nisto snr.Nuno Crato!

Saúde: Nesta valência não digo nada, apenas observo, porque tive a felicidade de durante todo o ano de 2014, não necessitar dos nobres serviços dos snsr Drs. Do Sistema Nacional de Saúde! Mas quando precisar, já estou mentalmente preparado, por tudo o que vou observando…o que desejo que aconteça…nunca!

ng3817274.jpg

 

Desporto: Finalizo com este tema que me é tão caro (eu quero dizer querido), porque tenho podido continuar a minha prática desportiva na componente de lazer e o meu Clube de “estimação”, embora não tenha ganho grande coisa, vai pelo menos combatendo a centralidade lisboeta, que em contínuo a Comunicação social leva sempre ao colo, ignorando o resto do País! Num Desporto dito Profissional, onde apenas meia dúzia de clubes pagam como deve ser os seus honorários e uma componente excessiva de praticantes que não recebem pelo seu desempenho, pelo menos de um modo digno, que deia para sobreviver…Realço também  a morte de um futebolista genial de seu nome Eusébio da Silva Ferreira e que foi o único que me marcou ao vê-lo jogar com a camisa do rival de estimação do meu Porto.

Um  outro artista que agora aparece, merece um destaque especial, Bruno de seu nome.

ng3817047.jpg

 

Muitas outras coisas poderiam ficar aqui registadas, nos diferentes temas que aqui tratei, mas para não me chamarem de “Medina Carreira”, que só fala do lado negativo, continuo a acreditar num futuro melhor para Portugal e para os portugueses, porque pior será (quase) impossível!

 

ng3816976.jpgE para comprovar essa minha ideia aqui deixo um exemplo notável: Carlos do Carmo, um Artista de eleição!Vamos lá lutar e acreditar neste 2015!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:38


Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2005
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2004
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D