Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



O novo presidente eleito, Luís Duque, anunciou no seu ato de posse que prescindia do seu salário!

Tudo muito bem, mas eu pergunto: É errado um presidente desta organização receber salário? Será que este montante é o que prejudica a assistência financeira aos clubes? Como irá Luís Duque sustentar a sua Família?

LIGA 2.jpg

 

Que seja um aviso e uma lufada de ar fresco para que seja moralizada a gestão financeira, tudo bem, porque terá consequentemente boas influencias na gestão dos clubes de futebol portugueses e que estes olhem mais para o futebol como modalidade que sendo bem regida e organizada em todas as suas vertentes, trará uma imagem mais equilibrada para todos os seus agentes com especial ênfase, para os seus protagonistas, os jogadores…

Existe ainda uma faceta quase rocambolesca que ainda irá fazer correr rios de tinta, ou seja, o facto de o anterior presidente da Liga, Figueiredo de seu nome, nos últimos dias do seu complicado reinado, se ter entretido a copiar dezenas de documentos e a apagar ficheiros informáticos no sistema organizacional da Liga. Qual será o seu propósito? Apenas recordações? Quere-me parecer que ainda iremos ouvir falar muito deste tema. Á cautela, Luís Duque mandou já proceder a uma auditoria a toda a situação e sistemas de trabalho na Liga, apara aferir, (e muito bem, digo eu), da real situação…

É neste autêntico filme de suspense que o futebol nacional retoma a sua imagem. Era bom que de uma vez por todas ficasse bem clara e transparente a sua atuação e assim nos concentrássemos apenas nos resultados dentro das quatro linhas… Aguardemos pelos próximos episódios!

 

LIGA FUTEBOL.png

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:40

images2SLK2GH3.jpg

 

Rui Moreira tem demonstrado na sua governação que agora completou um ano, que a sua (nossa) cidade do Porto lhe merece uma atenção exclusiva. Que não está muito interessado em agradar ao Terreiro do Paço, mas sim aos cidadãos do Porto em primeiro lugar e aos seus legítimos anseios…não governa para o espetáculo populista, tipo Rali de Portugal, porque para os seus promotores que a todo o custo neste caso,  três milhões do erário municipal, não são muito importantes, ou air races para deslumbre da vista sem resultados reais para a vida dos portuenses. Virado para para outras necessidades da população mais carenciada pelo menos faz uma gestão dos recursos municipais, que não são assim tão largos, para a melhoria das situações básicas em especial da habitação social.

Não descura  a matriz cultural “arrastando” quase de borla, a Cidadania para o centro da cidade, que usufrui de novas ofertas de lazer, tanto para portuenses como para o turismo de gentes de outros países, que ficam encantados com o que o Porto tem e oferece.  Valoriza e preserva os equipamentos que a cidade já tem, não os deixando ser tomados por populismos fáceis, (carros dentro do Parque da Cidade, mas quem teve esta ideia tão insólita?),que lhe trariam algum pecúlio político, mas iriam arrasar o que eu e nós cidadãos do Porto temos visto e usufruído com tanto vigor e satisfação.

rui moreira1.jpg

 

Outro pormenor que pode parecer pouco importante, mas não despiciendo. A sua relação com a entidade mais representativa da cidade na área do futebol, ou seja o Futebol Clube do Porto e o seu polémico presidente. Sem subserviências nem salamaleques, pauta a sua conduta com sobriedade e respeito pela instituição da qual é aliás adepto às claras. Mas exige também um certo recato  institucional para que não haja más intenções dos opositores da invicta cidade.

Todas estas facetas fazem-me prever que o Porto Cidade vai paulatinamente recuperando a sua importância no contexto do Pais, reclamando direitos, porque deveres já há muito tempo os cumpre.

Que assim continue, á a minha vontade e desejo.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:15

Dá vontade de rir pela descoberta de um novo caminho para criar um novo imposto, desta vez para alimentar os pobres dos artistas do audiovisual, para deste modo serem ressarcidos dos seus trabalhos. Estou a referir-me á tão insólita como ridícula forma de pagar os propalados direitos de autor.

direito autior 1.jpg

 

Os artistas do áudio e vídeo acham normal taxar todos os equipamentos que são vendidos ao público, tais como CDS DVDs Pens entre outros produtos, como se, os que os compram, visem apenas o usufruto ilegal dos conteúdos disponíveis na Web.

direito autior 2.jpg

 

Esta esperteza saloia é de estarrecer pela inovação no saque aos cidadãos. Portugal sempre na frente nesta matéria! Aprenderam com este Governo, só pode! Nesta rede, os intermediários, aqueles que nada produzem, elaboram e implementam estas estratégias e não têm problemas nenhuns com isso, em os sugerir, como se legais e justos se tratassem! A ver vamos se o Governo tem a coragem de legislar deste modo anedótico, nesta área do Conhecimento e Cultura.

fundaçoes 1.png

 

Á “Fundação Mário Soares” foi concedida, pela CM Lisboa um subsídio de 40000 euros. António Costa assinou, achando justo esta esmola (desculpem, subsidio),ao camarada Soares. Afinal de contas ele precisa de pagar as suas despesas diárias e as suas magras subvenções e pensões, não chegam para tudo!

images3PNKBMN4.jpg

 

Não sou munícipe de Lisboa mas custa-me ver este tipo de comportamento. Que mais valia traz esta Fundação, como outras pelo País fora, neste caso para os lisboetas?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:12


Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2005
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2004
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D