Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




A DEMOCRACIA NA EUROPA ESTÁ DOENTE…

por jotaeme, em 26.05.14

Mais uma vez, no rescaldo eleitoral de ontem, os Cidadãos europeus mostraram o quanto estão desiludidos e divorciados dos Partidos políticos e do modo como estes estão a exercer a governação sempre em favor dos seus interesses partidários, para não dizer pessoais, e mandam às malvas os sonhos e projetos que todos nós ambicionamos, já que estamos no continente que se intitula do primeiro mundo…dá que pensar em boa verdade!

Não me conformo com este procedimento, mesmo que se sintam defraudados com este modo de fazer política! Como é possível vermos manifestações grandiosas nas ruas e depois nos atos eleitorais muitos desses cidadãos ficam em casa? Que legitimidade terão para revindicarem contra os atores políticos? Nem que seja para votar em branco, todos nós devemos cumprir esse Dever para continuarmos a exigir os nossos Direitos, ou não será assim?

Índices de mais de sessenta por cento de abstenção é de assustar qualquer mente pensante. Eles os políticos já há muito tempo sabem que assim é! Mas para eles o que lhes interessa são as suas vitórias nem que sejam com participações de vinte ou trinta por cento de eleitores. Eles querem lá saber da nossa indignação. Reclamam vitórias retumbantes, quando nós simples cidadãos lhes atribuímos vitórias de Pirro…uma desilusão.

Eu passei pelo Estado Novo de Salazar e na altura toda a gente reclamava a Democracia para poderem influenciar o seu dia adia em Liberdade. Desde a revolução de Abril de 1974, têm essa possibilidade e passados quarenta anos onde estamos?

Por todas estas razoes não me sinto confortável com o rumo que esta Europa vai mostrando! Há que refletir muito a serio sobre este ambiente “democrático”.

Deixemo-nos de birras e vamos manifestar as nossas vontades com as ferramentas que são as mais assertivas e que nos podem trazer resultados mais consistentes com as nossas vontades! Nas ruas sim, manifestações públicas são perfeitamente legitimas. Mas desde que feitas com seriedade e civismo. Nada daqueles espetáculos deprimentes compostos de violência gratuita e com destruição de bens que só aproveitam aos oportunistas e gatunos que se misturam com essas massas de gente, e que se estão marimbando para o exercício da verdadeira democracia que deve estar na força das nossas palavras e ideias politicas e não na violência…!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:04


ECOS DA “TUGALANDIA”…MAIO 2014

por jotaeme, em 17.05.14

ECOS DA “TUGALANDIA”…MAIO 2014

Portugal está sempre a surpreender-nos. Refiro-me ao modo de avaliação doa temas que nos dizem respeito, aos níveis de importância que por comparação todos nós qualificamos.

Sendo eu muito recetivo e com capacidade de entendimento das diferentes matérias não entendo no entanto a amplitude que alguns destes temas atingem, com o poder dos média a capitanear em função dos seus objetivos, ou seja, por exemplo.na área do Desporto Futebol, a onda informativa que acompanhou a Final da Taça Europa em Turim. Da euforia de antes do jogo passaram á depressão após a derrota do clube português, mesmo sabendo que num jogo de futebol só existe um vencedor possível!

Como complemento ficamos a saber que o Scolari das bandeiras á janela, é arguido num caso de infração fiscal em verbas a rondar os sete milhões de euros não declarados, cujas verbas foram movimentadas pela sociedades financeiras sediadas em paraísos fiscais e sempre com a bênção dos então BPNs e SLNs!E que numa conferencia de imprensa que efetuou em Portugal este senhor das bandeiras á janela cobrou a módica quantia de quinze mil euros para falar durante quarenta minutos nesse simpósio! Como é possível em Portugal haver negócios destes? Que haja quem alinhe nestes despautérios? Continuem a dizer que este senhor das bandeiras nas janelas é uma grande figura do futebol e muito amigo de Portugal, digam!

Na vertente política estamos a agora a ser massacrados coma s campanhas para as eleições europeias, ou seja para o Parlamento Europeu, com os Partidos mais uma vez a tudo prometerem para assegurarem os máximos de lugares tão apetecíveis, la no bem bom de Bruxelas.

Aliás é uma vertente a que se não tem dado a devida atenção, estranhamente! Num cenário de austeridade e restrições a classe politica não prescinde das suas mordomias e o número excessivo de Deputados na AR, deixando sempre os sacrifícios e restrições aos Cidadãos comuns. E é este desfasamento de leitura dos políticos em relação aos seus concidadãos, sejam eles do setor publico ou setor privado que me dececiona e não motiva nada o acompanhamento das suas ideias para o PE. E para o próximo ano vai ser ainda mais acentuada esta aversão e desinteresse á nossa classe politica se esta não refizer a sua imagem no verdadeiro objetivo que deve nortear, ou seja, Igualdade, Solidariedade e verdadeira Democracia no usufruto da nossa Liberdade individual e coletiva.

Porque as vitorias no Desporto são efémeras e na Governação de um País são mais consistentes e importantes para todos nos cidadãos de Portugal!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:32


A CAÇA AO “MONSTRO”…

por jotaeme, em 04.05.14

Este assunto da tentativa de caça ao “monstro”, presumível assassino de duas mulheres e ferimentos em outras duas na zona de S. João da Pesqueira dá pano para mangas e faz-nos pensar no modo como as forças de segurança estão a atuar no terreno com o intuito de o capturar. Caçador praticante, exímio na arte de bem percorrer aqueles terrenos, onde se encontra e pelos vistos disposto a gozar às escondidas com os seus perseguidores. Estranhamente não sai do seu território de influência que seria a situação mais lógica! E tem conseguido passar quase incógnito já por dez dias…

Agentes da GNR, PSP, Forças Especiais, Cães, Cavalos e que no seu conjunto chegaram circunstancialmente a mais de uma centena de elementos e que mesmo assim não conseguiram ter algum sucesso na localização e captura do “Monstro”! Duas vezes ele desceu ao povoado tipo lobo esfaimado para conseguir alimento e depois retornar quase impávido e sereno ao seu covil!

A meu ver e não sendo um mestre de tática de guerrilha, (embora tenha passado nos terrenos de uma guerra colonial em Angola), eu faria as seguintes sugestões:

1-Retiraria da zona todas as forças de segurança;

2-Motivaria os residentes locais a estarem vigilantes e alertarem quaisquer sinais do dito Monstro”, bem consistentes;

3-Unidos poderiam fazer mais na captura e neutralizar o fugitivo desde que todos aqueles que têm feito papel de advogado do Diabo lhe tem prestado proteção e ajuda. E não duvidemos que é o que está a acontecer!

4-Não mostrar medo de retaliações porque será sempre um ponto que jogará a favor do caçador de fim de semana!

Será apenas uma questão de tempo até esta mente confusa terminar com este “filme” de terceira categoria e assumir de vez os a seus atos…

O Erário público agradecerá com certeza e as pessoas daquele lugar, também!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:11


Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2005
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2004
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D