Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Na década de 60 estava eu com treze anos de idade quando este evento aconteceu. Grandes lutas sociais se travavam nos E.U. AMERICA, devido á segregação racial muito forte e explícita, entre brancos e negros. Numa Nação fundada sob os desígnios da Democracia, este comportamento era uma nódoa quase inultrapassável… Muita injustiça se praticou. Mas este Homem de seu Nome Luther King, com as suas ideias e poder de comunicação, culminando com este discurso em 28 de Agosto de 1963, deixou de uma vez por todas o alerta e a certeza de que só com um comportamento civilizado e democrático entre todos os Cidadãos, traria a Paz Social e o Progresso seriam possíveis para a grande Nação Americana.

E felizmente quase todos os seus sonhos viraram realidade!

 

 

 

Nesse ano de 1963, seria ainda marcado pelo assassínio do Presidente Kennedy, num contraste insólito com os desígnios dos democratas americanos.

O ano de 1963, foi também muito importante para mim enquanto adolescente de 13 anos. Meu Pai, falecia a 29 de Outubro, causando um autêntico terramoto familiar e que nos obrigou a todos os meus irmãos e minha Mãe a um reajuste de expectativas futuras, que felizmente não nos vergou ao conformismo e lamúria que seriam os mais esperados!

Os meus sonhos ainda os tenho alguns, porque como diz Manuel Freire na sua canção “Pedra Filosofal”, enquanto que o Homem sonha, o Mundo pula e avança, como uma bola colorida nas mãos de uma criança!

E é verdade!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:02


DESCRENÇA…

por jotaeme, em 23.08.13

Por muitas voltas que se deia, qualquer cidadão deste país, minimamente desperto, sente a desilusão, a revolta, por muitas coisas que se vão passando á sua volta.

Primeiro ponto: Portugal e o problema dos incêndios florestais, o filme é sempre o mesmo, repete-se TODOS os anos, nas mesmas datas, e acredito piamente, com os mesmos "artistas" deixados livres para a qualquer momento darem asas á sua criatividade” da variante do Fogo! O que se tem feito? Com que resultados)

Segundo ponto: A governação e os seus resultados! Dia a dia a nossa angústia acentua-se pela falta de resultados na recuperação económica e social; A perceção cada vez mais alargada de que uma classe dirigente continua a viver num mundo á parte, divorciados completamente das dificuldades diárias dos cidadãos portuguese e a cada dia que passa a comunicação social, (a positiva) nos informa dos “segredos íntimos” dos nossos distintos criminosos de colarinho branco que continuam intocáveis e bem estribados nos seus postos e tachos, e a olhar para os pobrezinhos dos portuguese com comiseração, é a corrida desenfreada aos cargos políticos agora que se aproximam, as Autárquicas com os dinossauros a quererem perpetuar os seus reinados ao arrepio de uma Lei que se destinava a limitar a três Mandatos consecutivos o seu desempenho, colocando assim alguma ordem nestes animais paleontológicos e que lida com isenção, é simples e objetiva! Mas não, estes dinossauros com recursos próprios ou alheios, colocam os mentores da lei a explorar as vírgulas, os acentos, os parágrafos, as conjunções, com um entusiasmo que faria corar de inveja, um diligente professor da disciplina de Português!

Terceiro ponto: É indigno, criminoso, o comportamento do regime sírio em relação ao seu martirizado povo. Crianças, jovens e adultos, civis, que vão sendo exterminados numa guerra selvática, recorrendo as armas químicas “proibidas” numa guerra! E a comunidade internacional, passiva, renitente entre o Humanismo e os seus interesses económicos! Estão á espera de quê para impedirem a figura execrável de Al Assad? São estes alguns dos motivos da minha desilusão e revolta! Muitos outros haveria…

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:09

Eles andam aí, sim os dinossauros, mas da nossa (triste) política autárquica. Elaborada uma Lei que tinha como objetivo a limitação a três mandatos consecutivos e depois teriam de se fazer á vida nas suas profissões seculares, (além de “boys” dos Partidos da nossa ilustre Democracia), eles os dinossauros, (raça potencialmente perigosa), foram descobrir no “espírito” da Lei, que afinal de contas podiam transferir-se, tal e qual as nossa vedetas do futebol, para outro clube, perdão, para outras autarquias, mesmo que fosse ali mesmo ao lado da qual saem…

Leiam um extrato da Lei;

 (…) Em concreto, está em cima da mesa a questão de saber se (i.) a limitação aí preceituada se aplica à função em si (independentemente de qualquer consideração de índole territorial) ou (ii.) se, ao invés, essa mesma limitação se aplica unicamente a uma determinada área geográfica, onde o autarca visado exerceu funções., (…)

Estão a ver?

Os dinossauros acabaram por descobrir essa possibilidade milagrosa de se perpetuarem no poder autárquico, até ficarem senis. Ou por má sorte, (deles) morrerem de qualquer mal ruim!

Não reconhecem a sensatez de se retirarem e dar a oportunidade a outros de mostrarem as suas capacidades, como se eles fossem insubstituíveis! Como diz o sábio Povo, “De insubstituíveis estão os cemitérios cheios!”

Não conseguem vislumbrar a vergonha que é nomear elementos que estão na cadeia por roubarem o Estado e inscrevê-los nas suas listas para novos mandatos! Esta classe de políticos estão a desbaratar todo o crédito que granjearam nestes quarenta anos de Democracia de Abril

Não dão espaço às novas gerações, quase que a dizerem que estes não são inteligentes nem sabem gerir o que quer que seja!

Metem-me pena estas personalidades que teimosamente, tal e qual meninos mimados, se recusam a ser sensatos, a verem o óbvio e substanciarem com a Ética a sua passagem pela política!

Tenham juízo senhores…dinossauros!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:46


ENSINO PÚBLICO E ENSINO PRIVADO.

por jotaeme, em 08.08.13

Já em tempos aflorei esta questão tão importante do que deve ser o Ensino na Escola Pública e por oposição o Ensino nas Escolas e Universidades Privadas.

De um lado defensor acérrimo do acesso livre e tendencialmente gratuito de todos os que procurem a aquisição de novas competências, mesmo em idade adulta, (refiro-me a todos aqueles que por esta ou aquela razão, não puderam concretizar a Escolaridade básica, do 9º e 12ºs Anos), não entendo o retirar cada vez mais visível, do papel das Escolas Públicas e repticiamente a procurar favorecer os Estabelecimentos Privados de Ensino. Seja em acordos e parcerias, alegando a falta de resposta nesses locais do M.E., seja de uma forma assumida e sustentada em melhores resultados de Aprendizagem, Nuno Crato parece estar a ceder a esses interesses que visam apenas o vender de serviços para obtenção de lucros financeiros!

As Escolas Privadas existem para isso, não contesto, o que reprovo é o favorecimento que pretendem em igualdade de circunstâncias com o Ensino Público! Eu sempre vi o sector Privado e o sector Público como diferentes e opostos, competindo nos Mercados das suas especialidades, mas sem ajudas financeiras meio escondidas e camufladas em protocolos, parcerias, sempre na mira do dinheiro Público.

As Escolas e Universidades Privadas querem concorrer no Sistema de Ensino, muito bem, sustentem-se a si próprias recebendo daqueles que podem pagar os seus serviços! Mais nada.

 

E deixar á Escola Pública a possibilidade de todos aqueles, (e é a grande maioria) que sem posses financeiras, querem os seus filhos formados com uma Instrução satisfatória, para poderem enfrentar os desafios das suas vidas e mercados de Trabalho.

A mesma visão para os verdadeiros atores do Ensino, disciplinando a sua atuação, ou seja, os Professores devem ser acarinhados e apoiados, em especial na faceta da exclusividade no local de Ensino. Não permitir que professores atuem em simultâneo nas Escolas Públicas e Privadas. O que a prática dessa filosofia nos diz, é que o seu desempenho é diferenciado nos seus graus de exigências e obrigações, criando situações injustas de aprendizagem para os alunos do setor Público. Depois mostram ufanos os rankings passando um atestado de incompetência aos atores do Ensino Público! Como se fosse o mesmo que competir em F1 com um carro tipo Fiat 600, ao lado de um Maserati de alta cilindrada! Ora bolas…

Eu que nem simpatizo por aí além com Mário Nogueira, nestas questões começo a pensar que ele tem razão…o que é mau indicador!

Sr. Nuno Crato, vamos lá a mostrar serviço e acabar com estas indefinições e trazer paz e competência ao seu Ministério e ao ensino Público em especial!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:33


House of Rising Sun.

por jotaeme, em 01.08.13

UMA DAS MAIS EMBLEMÁTICAS DOS "ANIMALS.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:51


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2005
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2004
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D