Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




A PORCA DA INDIA...

por jotaeme, em 15.08.11

Não, não estou a falar da Índia como País, mas sim de uma espécie animal!

 

Eu. Jorge Madureira.

Pensando bem, a decisão de adoptar uma porca da índia, foi da iniciativa da Raquel, e no início eu não estava muito convencido da utilidade de um novo morador para a nossa família! Mas com o passar dos dias a “Fofinha”, (foi assim que a baptizaram), tem-me surpreendido!

Pegando na experiência de Pavlov com os cães e dos respectivos estímulos, a Fofinha já aprendeu a interagir com os humanos! Já reclama quando quer comer a sua fruta, emitindo um guinchos muito engraçados e só descansa quando lhe damos a “recompensa”! Já percebeu que através da sua atenção e faro apuradíssimo, consegue visualizar o que estamos a comer!

E acabou por ser mimada por todos lá em casa! Quem diria…

 

Eu a “Fofinha”.

Pensando bem, eu não gostei lá muito do modo como o Pai Jorge me olhou quando cheguei a casa dentro da gaiola pela mão da Raquel. Vi logo que tinha de o convencer a aceitar a minha presença, sem reservas, sim porque isto de ser uma “porca da Índia”, está a ser difícil nos dias que correm! A minha “estadia” tem custos, sim senhor, isto é, se se dignarem a alimentar-me como deve ser! Com o passar do tempo acho que o convenci! Ele agora aproxima-se da gaiola e vem dar-me á mão pedaços de maçã de que eu gosto muito, e vai falando comigo de um modo que eu entendo como amigo! Quem diria…

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:04

!!!

Pode parecer uma heresia, mas é o que mereciam muitos maus condutores que fazem da sua condução diária uma manacial de atropelos aos direitos dos outros! Já estou a ver Rui Rio montado num tanque destes a "limpar" as nossas poucas vias para velocípedes!!! Havia de ser bonito!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:11

 

Os dias vão passando após esta inesperada tragédia, “arquitetada” por uma mente doente, baseada em princípios e convicções perversas e de cada vez que se conhecem as suas ideias e afirmações, com que tenta “justificar-se”, mais nos questionamos, como foi possível os seus conterrâneos não repararem nas suas estranhas atividades “biológicas”!

Como se desfazem sonhos e planos de vida de uma geração jovem, que nunca sonhou que algo tão violento pudesse acontecer no seu país, paladino da Tolerância e respeito pelas diferenças! É neste ponto que as autoridades norueguesas e de todos os países de raiz ocidental, neste momento têm de se questionar. Aceitar que as mentes desalinhadas e maníacas por aí andam, lutando por quimeras monstruosas, constituem um perigo real!

Por isso há que se revelarem atentos e não alinharem em utopias! Quando detetadas estas intenções ou manifestações, as forças de segurança apropriadas devem intervir sem contemplações! Em simultâneo se temos de ser sensatos com todos os estilos de vida e de culturas, não podemos em nome dessa aceitação pela diferença, deixar que esta interfira de modo sério com as nossas próprias convicções! É este o equilíbrio a procurar, sabendo que nunca se alcançará uma paz definitiva, mas sim responder com firmeza aos desequilibrados que irão sempre provocar os problemas de segurança nas sociedades que se afirmam democráticas…

Não temos de ser sempre vítimas destas nossas convicções, nem ser sacrificados de modo inglório, como foi agora mais este caso na Noruega…

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:26


Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2005
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2004
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D