Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



ESTRATÉGIA É TUDO

Um senhor vivia sozinho em Minnesota(USA). Ele queria virar a terra de seu jardim para plantar flores, mas era um trabalho muito pesado. Seu único filho, que o ajudava nesta tarefa, estava na prisão.
O homem então escreveu a seguinte carta ao filho:
"Querido Filho, Estou triste pois não vou poder plantar meu jardim este ano.
Detesto não poder fazê-lo porque sua mãe sempre adorava flores e esta é a época do plantio.
Mas eu estou velho demais para cavar a terra. Se você estivesse aqui, eu não teria esse problema, mas sei que você não pode me ajudar, pois estás na prisão.Com amor, Seu pai."
Pouco depois o pai recebeu o seguinte telegrama:
"PELO AMOR DE DEUS, pai, não escave o jardim! Foi lá que eu escondi os corpos"
Como as correspondências eram monitorizadas na prisão... Às quatro da manhã do dia seguinte, uma dúzia de Agentes do FBI e policiais apareceram e cavaram o jardim inteiro, sem encontrar nenhum corpo.

Confuso, o velho escreveu uma carta para o filho contando o que acontecera.
Esta foi a resposta: "Pode plantar seu jardim agora, pai. Isso é o máximo que eu posso fazer no momento."

Estratégia é tudo!!! Nada como uma boa estratégia para conseguir coisas que parecem impossíveis.
 Assim, é importante repensar sobre as pequenas coisas que muitas vezes nós mesmos colocamos como obstáculos em nossas vidas.
"Ter problemas na vida é inevitável, ser derrotado por eles é opcional

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:46


O DIA NACIONAL DO LIVRO ...

por jotaeme, em 23.04.07

DIA NACIONAL DO LIVRO.

Não preciso deste dia para ler, mas na passagem da data comemorativa (e que eu acho muito bem!) estou a ler “ENSURDECER” um magnífico romance de amor e guerra da escritora FRANCES ITANI.

Eu poderia recomendar dezenas de leituras, mas não o farei, apenas digo que nada substitui o prazer de passar um livro pelas nossas maõs e senti-lo! È quase um acto de amor. Portanto o único conselho que dou a todos os meus Amigos (as), é que o façam (ler, claro!), muitas vezes!

É esta a minha singela homenagem ao LIVRO e tudo o que ele nos dá ou pode dar para nossa fruição! Um livro é um amigo!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:29


NO PAÍS DOS ENGENHEIROS E DOUTORES!

por jotaeme, em 20.04.07

NO PAÍS DOS ENGENHEIROS E DOUTORES!

Francamente Portugal tem de ser original em tudo! Esta polémica acerca das habilitações académicas do nosso primeiro-ministro, seria normal se apenas a isso se resumisse! Mas o facto para mim é mais amplo, vindo deste “show off” da comunicação social, tem como principal objectivo travar um processo de mudanças e reformas, que estão a afectar muitos interesses instalados de uma minoria, em desfavor de todo um País que necessita urgentemente de ser mais equilibrado e solidário!

Não deixo no entanto de salientar a necessidade de averiguar os modos e meios de funcionamento das Universidades (em especial as do sector privado) e rectificar o que estiver mal!

Não vem mal ao mundo termos muitos licenciados (antes pelo contrário!), mas que o sejam com mérito e qualidade!

Tudo o resto é folclore e do bom!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:58

Nos ´próximos dias, vai sair para o grande  público mais uma biografia do nosso grande presidente Jorge Nuno Pinto da Costa!

Estou curioso para o ler e verificar o impacto que vai ter na opinião pública do mundo do futebol em especial!

E penso que até para os seus inimigos de estimação esta edição é aguardada com grande ansiedade!

Depois de analisar o conteúdo do livro, prometo que voltarei a esta temática!

E por aqui me fi co por agora!

Viva  o FCP!!!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:59

Com a devida vénia passo a transcrever uma crónica do jornalista Jorge Maia e que retrata com grande oportunidade mais uma figurinha que quer aparecer nos meandros do futebol como mais um salvador da pureza e da castidade, após um estágio na Assembleia da República e que começa a tornar-se notado com os sintomas aqui descritos de parvoíce aguda!

Ora lá vai:

Parvos

JORGE MAIA


Li ontem as declarações de um dirigente desportivo preocupado com o facto de os jogos do FC Porto não serem apitados por árbitros internacionais, ao contrário do que acontece com os jogos do Benfica e do Sporting. Deduzi, como é evidente, que se tratava de um dirigente do FC Porto, mas não. Era Sílvio Cervan quem assim protestava contra o facto de o líder isolado do campeonato - e principal candidato à sua própria sucessão como campeão nacional - ver os seus jogos recorrentemente apitados por árbitros que não são internacionais e, por isso mesmo, são menos categorizados e menos capazes de lidar com a pressão de quem lhes lembra todos os dias que são suspeitos à partida quando apitam jogos do FC Porto. Curiosamente, o mesmo dirigente benfiquista, que ontem garantiu aos sete ventos não ser parvo e ter toda a vontade de respeitar as regras do bom senso, não se insurgiu contra o facto de o último clássico da Luz ter sido apitado por Pedro Proença, um árbitro de Lisboa, benfiquista desde pequenino. Sílvio Cervan, perspicaz como é, não viu na filiação clubística de Pedro Proença, nem na sua proximidade em relação a um dos dois adversários em confronto, qualquer ofensa às regras do bom senso, o que só prova que, de facto, não é parvo nenhum. Curiosamente, nas últimas duas jornadas do campeonato, o Benfica conseguiu arrancar dois empates na sequência de dois lances em que foi beneficiado pelos árbitros. Um golo em fora-de-jogo contra o FC Porto e uma grande penalidade inventada por Simão Sabrosa contra o Beira-Mar. Mas, pelos vistos, já não chega aos responsáveis encarnados serem beneficiados nos jogos em que o Benfica participa. É natural. Não tem chegado para ganhar. O objectivo, agora, é pressionar os árbitros dos outros. Claramente, Sílvio Cervan não é parvo nenhum, mas não se importa nada de o parecer. "

Eu remataria com o seguinte:Não basta apenas ter o dom da palavra! è preciso também sermos homens de palavra! E nunca esquecer que do outro lado da trincheira estão outros(as)pessoas que ás vezes possam parecer parvas, mas nunca serão traidoras das suas terras e gentes! Para bom entendedor...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:10


O PORTO DE A a Z...

por jotaeme, em 08.04.07

Aceitando com todo o gosto o desafio lançado pelo meu Amigo Hugo, aqui ficam algumas das minhas definições de A a Z, da minha (nossa) cidade do Porto!

A-    A- Avenidas do Porto, a da Boavista, que rasga horizontes da praia até um dos corações da cidade: a dos Aliados que recebe com fidalguia as nossas visitas; a do Brasil que nos presenteia com grandes espaços para passeios à beira mar (a Mónica que o diga!)e tantas outras…

B-    B- Bom Sucesso Bolhão Mercados portuenses que contêm o que de melhor nos podem mostrar as gentes da nossa cidade (desde a dama, até à mais humilde plebeia…) E como se lá fala…à Porto!

C-    C- Cristal (Palácio), lugar de referência nas gentes cá do burgo! As feiras populares que lá se faziam, namoricos e afins…; de carago!!!, carago, expressão tão vilipendiada pelos “mouros”…

D-    D- Dar simpatia e hospitalidade é uma norma dos portuenses, mas exigem o mesmo, senão…Douro, o nosso rio (eu disse rio, não Rio), que é imagem de marca mundial!

E-     E- Esplanadas do Porto. Nestes últimos tempos mais viradas à praia, mas que são e foram sempre ponto de encontro para nós. Lugares de referência… Foz, Ribeira, agora a do lado de lá…do rio, eu gosto!

F-     F- FUTEBOL CLUBE DO PORTO! - A Minha (nossa) paixão! Sem reservas! Total! Simboliza tudo aquilo em que acredito! Tem raça, fogo (do Dragão)! Enfim, tudo pelo qual tenho vivido (valores)! de “Francesinhas” O único estrangeirismo que tolero! E que boas que são!

G-    G- Gosto de viver na minha cidade e arredores! Não trocar por lugar nenhum!

H-    H- Honra aos portuenses, mesmo em alguns desvarios (claque dos super Dragões) ás vezes!

I-       I-Ir aos sítios por mim preferidos na cidade. Independentes e de nariz arrebitado, é assim o portista!

J-      J- De Jorge, de jogo de futebol… no Parque da Cidade… no DRAGÃO… nas ANTAS…de Justiça à maneira do Porto!

K-   K- Kellogs flocos de aveia… eh, eh, Karaoke places …para eu cantar! (e não só)

L-     L- Largos e praças da nossa cidade, todos os que houver sem excepção…

M-  M- Maternidade Júlio Dinis, local do nascimento da minha primeira filha Andreia… só podia ser… mesmo morando em Leça da Palmeira!

N-   N- NORTE SHOPING…Aqui partilho com o Hugo esta referência! Local de eleição para compras e ver gente bonita (lol) … a simples palavra… NORTE, que faz tremer muita gente!

O-   O- Ora bolas, ora que grande cara…o… enfim um léxico verbal muito rico e descritivo!

P-     P- Esta então é ainda mais rica!!! P..que..P…! (eu traduzo para os mais cépticos: Porto que Porto!) quando o nosso clube ganha!

Q-   Q- Querer, faceta que mostramos, com as questões de bairrismo na cidade! Somos assim e pronto!

R-    R- Ribeira (outra que “copio” do Hugo) ligar de eleição para os “portistas” que nos mostra a nossa longa história de grandes lutas feitos e prazeres!

S-     S- Santos populares, festas. Bailaricos, S.JOÃO, S: PEDRO, sem igual no mundo e arredores!

T-     T- Torre dos Clérigos, símbolo da cidade (como tantos outros) mas com saliência nas imagens da nossa cidade como símbolo e identidade!

U-    U- Universidades do Porto! Ensino de relevância! A sério! Nada de Modernas nem Independentes!

V-    V- Vitória, Velásquez (praça que eu tb calcorreei muitas vezes), vontade de viver nesta terra! Vale Formoso das sessões de cinema e cantorias…

W-  W- WINNERS, é o que nós somos… para raiva de muitos!

X-    X- “Xá chega!”

Y-    Y- YES!

Z-     Z- Zonas das carreiras dos autocarros e eléctricos e quando saíamos depois da zona, com os bilhetes a menos e guarda-freios a mais… atrás de nós!

 

E MAI`NADA!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:13

Para melhor entender a situação no terreno semanas antes do ataque  americano, e o dia a dia do povo iraquiano, mostrando-nos um país diferente daquele que  os países da coligação nos quiseram fazer crer...o testemunho impressionante dos últimos dias do regime de Sadam Hussein e das pessoas comuns, iguais a muitos de nós e os trágicos resultados após os bombardeamentos...magistralmente narrados por esta jornalista norueguesa Asne Seirstadt, que esteve no terreno e viveu estes dias de angústia e inanarraveis perdas de vidas humanas que nos tocam profundamente, é de leitura obrigatória e assim também entendermos todas as facetas desta guerra impiedosa e os resultados até aos dias de hoje, passados já 3 anos...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:04


Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2005
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2004
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D