Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



A VERGONHA (MINHA) DO JORNALISMO BRANQUEADOR!
A crónica de hoje no jornal A Bola do colunista Fernando Seara, deixou-me cá com uma azia que nem vos conto! Fala ele o colunista (não confundir com comunista!), daquele gesto “a quente” de Nuno Gomes a dizer que alguém perto dele se “picava” ou metia para a “veia”, e presumo que não seria para algum colega de equipa (neste caso do Benfica). Esta atitude de Nuno Gomes, mesmo a quente é indesculpável, pela imagem que passa aos espectadores e em especial a quem ela é endossada (um atleta do Braga, presumo).
No mínimo dos mínimos, Nuno Gomes, teria de explicar publicamente e pedir desculpa por aquela “sinalética” e tudo se teria amenizado! Tal e qual outro seu colega (Petit) num jogo com o Rio Ave da época passada.
A minha azia provém da maneira descarada com que Fernando Seara, inverte os papéis a pretexto de uma presumível queixa patrocinada pelo F.C. do Porto, à Liga!
E tendo-o como uma pessoa sensata, fiquei muito desiludido com a sua cobertura e paternalismo para com este gesto inadequado de Nuno Gomes.
E já agora deixe lá de oferecer as queijadas de Sintra por tudo e por nada, senão ainda o convido a comer (eu disse comer com talher), uma “Francesinha”
Para terminar digo mais uma vez: respeito por uma assunto muito candente nos nossos dias por esse mundo fora. A toxicodependência é um assunto muito sério para ser macaqueado por tudo e por nada e os ditos atletas de alta competição têm um papel muito importante para todos em especial para os mais jovens de idade, que vêem neles figuras modelo, logo assim copiáveis…
Para bom entendedor…
PS: Já agora concordo consigo: O Rui Veloso apareceu com um novo CD que faz retemperar a alma mais inquieta. Como vê nem tudo é mau, cá para Norte deste Portugal sonolento!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:30


O PODER DO AMOR...

por jotaeme, em 25.11.05
Diapositivo1AB.JPG

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:57


A TELEVISÃO E AS SUAS MENSAGENS...

por jotaeme, em 23.11.05
A TELEVISÃO E AS SUAS MENSAGENS…
Sabido que nos tempos actuais, os nossos jovens passam cada vez mais tempo sós, devido aos afazeres profissionais dos pais, estão expostos logicamente ás mensagens que as nossas tv`s debitam 24 horas por dia! Ver televisão por si só não é um mal, visto que tem uma componente muito importante na divulgação de ensinamentos e cultura, com níveis assinaláveis, o problema começa, quando os nossos jovens não controlam o espaço que lhe dedicam e estão muito tempo sem a presença parental para pelo menos os despertarem para esses exageros de visionamento! E não particularizo a espécie de programas que são exibidos sem regra e contenção… mas que os pais devem repensar seriamente nesta área, não duvido em absoluto!
O conhecimento e implantação das novas tecnologias no nosso dia a dia, deve ser posto ao nosso serviço, mas devemos evitar os males e excessos, que como diz a sabedoria popular, “o que é demais é moléstia”. Pensemos nisto, façamos a nossa parte…
l_16100005.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:05


MORTE NO AFEGANISTÃO. E AGORA?

por jotaeme, em 18.11.05
portugueses_afeganistao4_ls[1].jpg
AFEGANISTÃO, E AGORA?
COSTUMA DIZER-SE COM MUITA SABEDORIA, DE QUE SÓ DAMOS VALOR ÁS COISAS QUANDO PASSAMOS POR ELAS…
AGORA APÓS MAIS UM TRÁGICO EVENTO NAQUELE PAÍS DISTANTE, SUPORTADOS POR UMA COBERTURA DE SEGURANÇA AOS POVOS DE OUTROS PAÍSES E CULTURAS, MORREU UM SOLDADO PORTUGUÊS E OUTROS 3 FICARAM FERIDOS NO REBENTAMENTO DE UM ENGENHO EXPLOSIVO, JUNTO Á SUA VIATURA QUE EFECTUAVA UMA MISSÃO DE PATRULHAMENTO…
ATÉ AGORA, ESTOU CERTO, MUITOS PORTUGUESES, POUCA ATENÇÃO PRESTAVAM A ESTES SOLDADOS QUE NESSES TERRENOS CHEIOS DE PERIGOS, COLABORAM AO ABRIGO DE ACORDOS FEITOS POR INTERESSES CORPORATIVOS E DE SUBSERVIÊNCIA AOS ESTADOS UNIDOS OU A NATO, MAS DEPOIS DESTE DESENLACE NÃO VÃO FALTAR GRITOS DE REVOLTA A PEDIR O REGRESSO IMEDIATO A CASA!!!
O 1º SARGENTO JOÃO PAULO ROMA PEREIRA, PAGOU O TRIBUTO A ESTA CAUSA AFEGÃ, E AGORA?
SERÁ QUE HAVERÁ OUTRAS MANEIRAS DE LIDAR COM ESTES PROBLEMAS DE SEGURANÇA INTERNACIONAL?
E FICAREMOS MAIS SENSÍVEIS ÁS PERDAS DIÁRIAS DE VIDAS HUMANAS, NESTA LUTA INSANA CONTRA O DITO “TERRORISMO”?
PENSEMOS NISTO COM ATENÇÃO E NÃO ENTREMOS EM HISTERIA COLECTIVA, AGORA QUE MORREU UM DOS NOSSOS!
LUTAR CONTRA QUALQUER FORMA DE TERRORISMO, SEJA ELE IDEOLÓGICO OU DE VIOLÊNCIA FÍSICA DIRECTA, TEM DE SER COMBATIDO SEM DESFALECIMENTOS…
SÓ TEREMOS QUE APURAR A NOSSA ATENÇÃO PARA QUE NO NOSSO DIA A DIA E PELO NOSSO PROCEDER CORRECTO COM TODOS OS OUTROS POVOS, CONSIGAMOS ELIMINAR ESTA PRAGA DOS NOSSOS DIAS E NÃO PERMITIR QUE VENÇAM CONCEITOS RETRÓGRADOS DE OPRESSÃO FÍSICA E MENTAL POR ESSES GRUPOS DE RADICAIS, QUE RECUSAM A MODERNIDADE E QUEREM APENAS O OBSCURANTISMO PARA REINAREM A SEU BELO PRAZER!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:07


MAPA DE ANGOLA

por jotaeme, em 14.11.05
angola MAPA.gif

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:02


ANGOLA, TERRA DE PAIXÃO...

por jotaeme, em 14.11.05
ANGOLA, TERRA DE PAIXÃO…
Muito se tem escrito por esta efeméride (30 anos de independência), tão significativa para Angola.
Desde essa data 11nov1975, muito se passou e não se conseguiu, ainda atingir um patamar de progresso que permita a todo o povo Angolano usufruir das benesses que esta terra tem para dar, desde que bem administrada, e reparar de maneira definitiva todos os traumas do passado e conflitos violentos que teimosamente têm bloqueado o seu harmonioso desenvolvimento com o retorno justo para todos os cidadãos angolanos de Cabinda ao Cunene…
Alcançada a paz após uma guerra fratricida, pós independência, é tempo de todos arregaçarem as mangas e colocarem todo o seu potencial ao serviço desta nação que num futuro próximo será, estou certo, uma verdadeira referência para todo o continente Africano e todo o mundo…
Nas minhas memórias bem guardadas, numa idade em que todos os sonhos eram permitidos, embora participante numa guerra colonial sempre injusta, estão para toda a minha vida, lembranças de uma terra generosa para com quem a trata bem, com gentes de calor humano inigualáveis e por isso lhe presto este meu testemunho muito pessoal e desejar que os objectivos dos governantes de boa vontade, sejam plenamente conseguidos e volto a lembrar mais uma vez, sem ressentimentos porque escusados e já esbatidos no tempo implacável que tudo conserta e perdoa…
Eu ainda não perdi a esperança de um dia lá voltar para pelo menos respirar um pouco daquele admirável clima, tanto humano como ambiental, memórias que para mim servem de refrigério para a alma e que reclamo sem peias nem complexos…
As novas gerações de angolanos, tanto em Angola, como no exterior, têm a palavra…

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:53


SEMENTES DE VIOLÊNCIA

por jotaeme, em 08.11.05
SEMENTES DE VIOLÊNCIA…
O que se está a passar nestes dias em França, País das liberdades e fraternidade, deixa-me angustiado por vários motivos: insensibilidade, Ignorância, Arrogância e Irresponsabilidade, entre outras!
Insensibilidade, porque não nos apercebemos das consequências de determinadas políticas de pretensa modernidade, ao permitir a chegada de grandes levas de emigrantes para satisfazer as suas necessidades do momento, sem conseguir ver o que vem depois quando essas mesmas pessoas sofrem do problema de falta de trabalho… Ignorância porque não querem ver as verdadeiras raízes educacionais dessas pessoas e suas aspirações… Arrogância, porque à oferta de acolhimento, como país da fraternidade, lançam-nos para autênticos guetos de casario e limites geográficos que os atrofiam e condicionam, fazendo nascer autênticos grupos e células de espíritos que mal orientados são alvo fácil dos radicalismos que agora pululam pela Europa fora e outros continentes!
Irresponsabilidade, porque com este proceder “caridoso” e “democrático”, é geradora de grandes conflitos sociais e que vão inevitavelmente alastrar a outros Países…
Temos que ser mais rigorosos com os Imigrantes que vêem de outros Países sem condições legais e de suporte laboral à procura de melhores condições de vida! Ao recusarmos aceitação destas pessoas pelo menos estamos a travar e a minimizar um problema que mal tratado vai originar grandes conflitos sociais de complexidade extrema…
Oxalá me engane, têm a palavra os nossos grandes pensadores e políticos desta Europa, para a tomada das medidas adequadas para resolver, mas que vai ser complicado, isso vai, não tenho dúvidas nenhumas!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:33


Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2005
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2004
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D