Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



REFLEXÕES E PENSAMENTOS…
DEMOCRACIA PLENA!
Não costumo dar muito relevo a factos do nosso dia a dia, que versem conteúdo político na verdadeira acepção da palavra, mas nunca se pode garantir que o não faça se assim o achar conveniente.
E no artigo de hoje um tema que está na berlinda e que me sensibiliza é o da pretensa senão real e velada censura que existe na sociedade portuguesa. Se não partilho da ideia de que a revolução de Abril de 1974 serviu para tudo, também penso que a nossa jovem Democracia tem que ser respeitada por todos nós e em especial nas opiniões e decisões que dizemos e tomamos, para que nunca estes actos afectem terceiros.
Eu prefiro sem dúvida a possibilidade de termos liberdade de expressão e pensamento, mas com absoluto respeito pelos outros. Censura é que NÃO! Portanto tomemos em consideração estes princípios, porque é em meu entender, a melhor maneira de vivermos e de nos afirmarmos como País moderno e de ideias arejadas.
Façamos das nossas atitudes e comportamentos um bom modelo para os outros e assim induzir a que se comportem de uma maneira mais equilibrada e correcta. Isso pode e deve reflectir-se nos “Blogs”, que são espaços de diferentes opiniões e conceitos de vida, mas sem descer a níveis indescritíveis de falta de educação uns pelos outros com temas boçais e malcriados. Todos os temas devem ser tratados, mas outros há que incitam aos comportamentos desviantes e induzem perigosamente os espíritos menos esclarecidos e frágeis para que esses mesmos comportamentos sejam tomados como normais e de uso corrente.
Sem falsos puritanismos, façamos do nosso comportamento social um estímulo para os outros e nós próprios possamos receber dos outros bons sinais, que na diferença de conceitos e pensamentos nunca nos afectem na nossa Liberdade!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:03


O NEGÓCIO DO PETRÓLEO...

por jotaeme, em 29.10.04
Rosalina e Jorge 5.jpg    incêndio petroleiro.jpg
LEMBRAM-SE DESTE DESASTRE NO PORTO DE LEIXÕES COM O PETROLEIRO "JAKOB MERKS", E, QUE NA ALTURA PROVOCOU UMA MONSTRUOSA POLUIÇÃO AMBIENTAL EM TODO O GRANDE PORTO?
QUANDO OCORREU A 1ª EXPLOSÃO EU ESTAVA PERTO DO LOCAL E OBTIVE COM A MINHA CÂMARA ESTE "LINDO" ESPECTÁCULO! PARA TODOS SE LEMBRAREM DO QUE PODE DE NOVO ACONTECER...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:17


QUO VADIS... PORTO?

por jotaeme, em 28.10.04
taca-thumb-taça.jpg
QUO VADIS… FUTEBOL CLUBE DO PORTO?
Após o fim do jogo de ontem do meu Clube em Guimarães, senti-me confuso, não pelo resultado final que mais ou menos o clube local fez por merecer, mas por dois factores que me deixaram intrigado e apreensivo…
1º- A atitude (ou falta dela) dos atletas do F.C.P. que não estabilizam mental e fisicamente de maneira a obterem resultados mais consistentes e não nos tranquilizam, voltando aquela sensação já quase esquecida, a cada início de jogo, do que seria o seu resultado final.
E também o comportamento execrável do dono do apito e seus pares, que deixaram impunes aquelas duas entradas violentíssimas aos nossos dois jogadores Areias e Costinha. \
Apreensivo, pela agressividade dos jogadores que causam estes desequilíbrios, como se o jogo de futebol fosse uma guerra ou batalha campal, em especial a do famigerado Flávio Meireles.
Todos os intervenientes pensem bem no que andam a fazer nos campos de futebol e o respeito que se merecem uns aos outros.
Não copiem os exemplos de alguns dirigentes (Maus), que pululam no futebol, vivendo desta selva, baseada em guerras virtuais e que só lhes interessam, na perspectiva de quanta mais polémica e confusão, melhor!
EM FRENTE PORTO, LEVANTA A CABEÇA E MOSTREM A VOSSA CHAMA DO DRAGÃO!!!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:25

Madureira.jpg -ADÃO-CASAMENTO.jpg
O CLà MADUREIRA…Ano 1976
Nesta foto de família e no casamento do meu irmão Adão temos a maioria dos elementos, ou seja; Eu, Jorge, a mãe Laura, o noivo Adão, a noiva Cristina, o meu irmão Joaquim, a minha irmã Adelaide, e a seu lado a sua filhita Faty.
Deste grupo já não fazem parte infelizmente a minha Mãe e a minha irmã Adelaide entretanto falecidas…
Que saudades meu Deus!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:00


...

por jotaeme, em 26.10.04
Madureira.jpg-CASA NASCENTE.jpg
A CASA ONDE NASCI…
Fica situada na freguesia de Penha Longa, no concelho de Marco de Canavezes, lugar das Matas, num local incrível e que penso um dia lá fazer alguma obra se assim o futuro e as condições o permitirem…

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:45


O PRINCÍPIO DO CLÃ MADUREIRA...

por jotaeme, em 24.10.04
Madureira.jpg-1.jpg
O CLà MADUREIRA…

Na foto superior encontra-se a minha bisavó paterna.
Na foto de baixo, estão presentes a minha Avó e Avô paternos, ele Joaquim ela Adelaide e ainda a minha madrinha Isilda e o meu primo Manuel.
Esta foto andará pelos anos 52, 53.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:57

FCPorto.jpg
PENSAMENTOS DA BOLA…
O meu F.C.P. anda muito estranho, ora nos dá alegrias, como logo de seguida nos mergulha na decepção e angústia quase inexplicáveis, com oscilações de rendimento a que já não estávamos habituados.
Tomemos como ponto de comparação e análise esta última semana: No jogo com o Benfica e após um comportamento terceiro mundista dos dirigentes “lampiões” com o assunto dos bilhetes e toda a encenação preparada, os nossos atletas chegaram lá e brindaram-nos e a eles com 45 minutos de alto gabarito que serviram para resolver toda a estratégia em jogo.
E com polémicas incluídas, só possíveis por falta de “fair play” e com remoques após jogo que me recuso a comentar.
Alentados com esta etapa, rumamos à cidade Luz, PARIS, para os mais distraídos, e, contra todas as previsões, os nossos rapazes fizeram uma exibição tal, só comparável com a dos recentes tempos Del Neri! E perderam sem apelo nem agravo!
E é nesta incerteza que vamos continuar infelizmente. Vamos lá Campeões! Mostrem a vossa genica e categoria! Não nos desiludam!
Mister Victor Fernandez tem a palavra e (ainda) a nossa confiança.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:07

Jorge-Angola-a ave caiu.jpg

Esta foto reporta e contém as faces menos agradáveis da guerra Colonial…O reabastecimento de frescos ao nosso aquartelamento bissemanalmente por 2 pequenos aviões (vulgo Teco-Tecos), que voavam sempre à vista um do outro.
Após mais uma missão de reabastecimento e quando levantavam voo de regresso a Luanda, um dos aviões ao dar a meia volta da praxe, ao passar sobre a pista, o motor parou bruscamente e o pequeno avião despenhou-se no fim da pista, tendo morrido os seus 3 ocupantes (o piloto, o nosso padre Capelão e um 1º Cabo de transmissões, que iam de boleia até Luanda). Eu assisti em directo a esta tragédia e os meus colegas que estavam junto à pista ao lado do aquartelamento…
ANGOLA – DEZ, 1972.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:32


ANGOLA-LUANDA 1974...

por jotaeme, em 14.10.04
Jorge-Angola 2-1-1.JPG

ANGOLA-LUANDA 1974.
Esta foto foi tirada no dia do meu regresso de férias da então chamada “Metrópole”, no dia 06 de Março de 1974. Saí de Portugal com chuva e frio e encontrei em Luanda á minha espera apenas 40º de temperatura!
Foi só sair do hotel e abalar até á praia da Ilha, mais propriamente da “Barracuda”, bem frequentada por sinal. Eram estes os intervalos possíveis da guerra colonial e que amenizavam as outras realidades do conflito…

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:50

FÁBULAS e HISTÓRIAS: A CIGARRA e a FORMIGA, ou GAFANHOTOS!

A VERSÃO ANTIGA:
A formiga trabalha arduamente, debaixo de um calor arrasador, durante todo o Verão, construindo a sua casa e armazenando provisões e mantimentos para aguentar o Inverno. A cigarra pensa que formiga é uma tola e ri, dança e brinca durante todo o Verão. Chega o Inverno, e a formiga está confortável e bem alimentada. A cigarra não tem comida nem abrigo e morre.

A VERSÃO MODERNA: ano 2001. A formiga trabalha arduamente, debaixo de um calor arrasador, durante todo o Verão, construindo a sua casa e armazenando provisões e mantimentos para aguentar o Inverno. A cigarra pensa que a formiga é uma tola e ri, dança e brinca durante todo Verão. Chega o Inverno, e a enregelada cigarra convoca uma conferência de imprensa para denunciar a situação em que vive, pretendendo saber por que razão é permitido à formiga estar bem aquecida e alimentada enquanto outros sofrem com frio e fome.RTP, SIC e TVI apresentam-se em força para transmitir imagens da pobre cigarra, completamente transfigurada pelo frio e pela fome, ao mesmo tempo que passam outras imagens da formiga na sua casa bem confortável e com a mesa cheia de boa comida. O país está chocado perante este contraste. Como é possível, nos dias que correm, uma pobre cigarra sofrer tanto? Durante dias não se fala de outra coisa. O 1.º Ministro, António Guterres, aparece num programa especial da RTP com um ar consternadíssimo, repetindo, vezes sem conta, que fará tudo o que está ao seu alcance para ajudar a pobre cigarra, a qual, como toda a gente deverá entender, está a ser vítima da má política dos anteriores governos do PSD. O Padre Melícias tem-se desenvolvido em esforços para angariar toda a ajuda possível, implementando um peditório, a nível nacional, para que a cigarra possa viver com alguma dignidade. Simultaneamente, a CGD abriu uma conta especial, onde qualquer pessoa pode efectuar um depósito, contribuindo, assim, com mais uma ajuda preciosa. O secretário-geral do PCP, Carlos Carvalhas, numa entrevista com Manuela Moura Guedes, comenta que a formiga enriqueceu à custa da cigarra, resultado de uma gestão danosa do Governo Socialista, que sempre prejudicou os mais necessitados, e apela ao 1.º Ministro para que seja criado um aumento significativo do IRS, através de um escalão especial, para fazer com que a formiga pague o valor justo em relação àquilo que ganhou, no que é acompanhado pelo BE.Num movimento sem precedentes, Paulo Portas e o irmão Miguel Portas aparecem juntos, abraçados à cigarra, em todas as feiras e mercados. Finalmente, foi criada uma Secretaria de Estado, dependente do Ministério das Finanças, e desenvolvido um programa chamado "Igualdade Económica e Acções Anti-Formiga", com efeitos ao princípio do Verão, o que obrigava a formiga a pagar os novos impostos com retroactivos. Como a formiga não estava preparada para pagar, a sua casa foi confiscada pelo Governo. A firma de advogados do Vale e Azevedo, representando a cigarra, apresentou em tribunal um processo contra a formiga, por abuso e fuga aos impostos, tendo a formiga perdido a causa, sem qualquer hipótese de recurso. A formiga desaparece e ninguém mais lhe põe a vista em cima. Em todos os canais da televisão, o Presidente da República Jorge Sampaio, com o seu entusiasmo habitual, anuncia que foi feita justiça e que uma nova era de integridade e equidade nasceu em Portugal.Lili Caneças, querendo tirar mais umas fotografias, organizou uma grande festa de beneficência, onde estiveram presentes
> todos os nomes conhecidos da política, artes, moda, teatro, cinema, música, desporto, etc.Com o dinheiro que ganhou de todos estes movimentos nacionais de solidariedade, bem como da venda de grande parte da comida da formiga, a cigarra vive dias com que nunca sonhara. Grandes festas, jantaradas, casinos, jogo, mais festas e mais jantaradas,
oportunistas, más companhias, e o dinheiro desaparece depressa. A história acaba com as imagens da cigarra a comer o último bocadinho de comida que a formiga tinha armazenado, dentro da casa que agora pertence ao Governo, mas que, por falta de verba para proceder à sua manutenção, encontra-se completamente degradada. A cigarra, entretanto, foi encontrada morta num beco, resultado de um incidente relacionado com drogas, e a casa, agora abandonada, é utilizada por um bando de delinquentes que vive aterrorizando o que, em tempos, era uma pacífica vizinhança.

AGORA, LEIAM ESTA HISTÓRIA COM MUITA ATENÇÃO, Á DATA DE OUTUBRO 2004 E TIREM AS VOSSAS CONCLUSÕES!
QUE TAL?
2776633-sm-O Gafanhoto.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:46

Pág. 1/3



Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2005
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2004
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D